3 de outubro de 2013

Unidades móveis para realização de mamografia serão disponibilizadas durante campanha do Outubro Rosa


Estimativa do Instituto Nacional do Câncer aponta que em 2013 serão 2.930 novos casos de câncer de mama na Bahia, destes, 650 em Salvador. Com o objetivo de alertar a população para a prevenção e detecção precoce da doença, que é a causa mais frequente de morte por câncer em mulheres, foi aberto, nesta quinta-feira (3), às 10h30, na Praça Thomé de Souza, o Outubro Rosa, movimento internacional que estimula empresas, população e entidades a trabalhar na prevenção e tratamento do câncer de mama.

A ação esta sendo promovida pelo Governo do Estado, através das secretarias da Saúde do Estado, de Política para as Mulheres, de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, da Policia Militar, Pacto pela Vida e Voluntárias Sociais da Bahia, em parceria com o Ministério Público Estadual, Grupo Delfin Imagem e Philips.

Este ano, a campanha tem como madrinha a cantora Ana Mametto, que na abertura esteve junto com o secretário da Saúde do Estado, Jorge Solla, a secretária de Política para as Mulheres, Vera Lúcia Barbosa,e a secretária de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Moema Gramacho.

Rastreamento Câncer de Mama

Dentro da iniciativa do Outubro Rosa, a Sesab disponibilizará, durante o mês de outubro, duas unidades móveis, em Salvador, para a realização de mamografias em mulheres de 40 a 69 anos (veja na tabela a programação das unidades).

A meta da ação é beneficiar cerca de 5250 mulheres na faixa etária de 40 e 69 anos, oferecendo atenção integral, iniciando o atendimento pela mamografia, sendo garantidos todos os exames diagnósticos para as pacientes que apresentarem suspeitas identificadas através do exame. A realização do tratamento também será garantida, em unidades de Alta Complexidade em Oncologia, através de procedimentos cirúrgicos, quimioterapia e radioterapia.

A Sesab iniciou a ação do rastreamento do câncer de mama no Outubro Rosa de 2011.  A iniciativa já beneficiou mais de 100 mil mulheres no estado. Os exames foram realizados em unidades móveis que percorreram 161 municípios baianos. O momento também serve para alertar as mulheres para a importância da realização do exame, que deve ser feito todo anualmente, a partir dos 40 anos.


Fonte: Ascom Sesab

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir