18 de outubro de 2017

AACES; E como anda o nosso PCV ? Parado porque tem entidades que nem indicou os nomes para acompanhar a elaboração


Ontem os servidores da Assembleia legislativa da Bahia, comemoraram a aprovação do seu PCV, e em 2014 foram os outros servidores da prefeitura de Salvador, sobre tudo aqueles representados pela ASTRAM Associação dos Agentes de Transito e Transportes de Salvador, onde conseguiram o maior salario base para os seus representados  com nível médio, os dirigentes da  ASTRAM souberam usar táticas e estrategias  na mesa de negociação que elevaram os seus salários de R$ 824,89 para R$ 1.400,00 enquanto as outras categorias representadas pelo Sindicato, passaram de R$ 824.89 para 1.350,00 como podemos ver na tabela abaixo da lei 8.629/2014:



Tudo isso se deu pela organização de uma  Associação forte na condução das negociações com a gestão, que impôs sua importância e necessidade para o município de Salvador, sem precisar gingar ou ofender ninguém, e com isso conseguindo a vitoria que é visível no rosto dos agentes de transito nas fotos abaixo:

Agentes de Transito na frente da câmara comemorando  
Caminhada até a porta da câmara de vereadores de Salvador em 2014

Agora em 2017 é a vez dos ACS e ACE,s, a união das entidades é importante para elaboração do nosso PCV, ontem fomos cobrar da gestão a data da primeira reunião onde se apresentaria o esbouço do PCV, e para nossa surpresa, a SEMGE nos informou que apenas a AACES e outra entidade indicou o titular e o suplente para construir o PCV, restando ainda duas indicarem, e que enquanto essas entidades não sinalizarem seus representantes, o PCV ficará parado.


Aí vem a pergunta que não quer calar, o que está acontecendo que outras entidades ainda não enviaram seus representantes para iniciarmos a elaboração do nosso PCV, porque o prazo para a indicação dos nomes começou dia 28 de Setembro veja no diário oficial abaixo, como também na nossa matéria veiculada dia 29/09 e hoje completa 20 dias, será que não foi suficiente para se reunirem e escolher os dois membros?


Por unanimidade, Assembleia Legislativa da Bahia aprova PCV dos servidores

A Assembleia Legislativa da Bahia aprovou na terça-feira (17) o Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos dos servidores da Casa. A matéria de número 22.476/2017 que promove uma valorização salarial e progressão de carreira dos servidores da Alba foi uma das promessas de campanha do presidente da Casa Ângelo Coronel (PSD), que na sessão de hoje articulou com as bancadas para votar a proposta. O projeto foi aprovado por unanimidade.
Vale ressaltar que um acordo entre as bancadas para dispensar as formalidades da tramitação possibilitou a votação nesta terça. Ainda na sessão os deputados aprovaram também o projeto do Executivo 128/2017 que versa sobre mudanças internas na Procuradoria Geral do Estado e o 22.426 do Ministério Público da Bahia. 
A proposta altera a estrutura dos órgãos do Poder Judiciário e reclassifica as entrâncias de Promotoria de Justiça. O projeto altera as comarcas de Eunápolis, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim e Valença de entrância intermediária para final. Já Araci e Jaguaquara mudam de entrância inicial para intermediária.
Fonte: Bocão News

13 de outubro de 2017

Parabéns ao diretor Genário


É com muita satisfação que parabenizamos o diretor Genário pela passagem do seu aniversário. Ao companheiro desejamos muita paz, saúde, amor e Deus abençoando sua nova vida e a da sua família. Feliz aniversário, diretor!
Diretoria da Aaces

11 de outubro de 2017

Tiroteio no Alto do Cabrito: Duas balas atingem kombi dos agentes de saúde

Agentes de saúde da equipe da leptospirose que desenvolvem  atividades no Alto do Cabrito passaram por apuros no campo hoje. Um tiroteio resultou em duas balas que atingiram a kombi que faz o transporte dos trabalhadores. "Foi um grande susto, ficamos apavorados, mas, graças a Deus, nenhum dos colegas foi ferido", relatou um dos agentes.



Uma das balas alvejou o tanque de combustível, impedindo que o veículo funcionasse, deixando os servidores sem  poder sair do campo.

Infelizmente, essa é a situação enfrentada pelos agentes de saúde que atuam na capital soteropolitana diariamente. Bala perdida, assaltos, tentativas de estupro estão no relato de história desses homens e mulheres que arriscam suas vidas para bem servir a comunidade carente de Salvador na prevenção e promoção da saúde.

9 de outubro de 2017

AACES; Nota de Esclarecimento sobre o processo do retroativo do avanço de nível de 5.5% de Julho de 2016.

Começamos desde a semana passada a dar entrada no processo do retroativo do avanço de nível de 5.5% de Julho de 2016, requerendo até julho de 2017, essas ações estão sendo feitas todas as terças-feiras e sextas na sede da AACES Rua do Salete Nº 54 Barris, ao lado da faculdade Visconde de Cairu.



Gostaríamos de esclarecer que todos os ACS e ACE,s de Salvador podem dar entrada em seu processo com a AACES, independente de ser associado ou não, a entidade está para servir a todos os colegas, sendo que os nossos filiados não pagará nada sobre custas advocatícias,  portanto quem tiver interesse venha logo judicializar o que é nosso por direito, e não vamos deixar para a prefeitura, basta levar xerox do:

 RG 

CPF 

COMPROVANTE DE RESIDENCIA.


AACES: Nota de Falecimento


É com muito pesar que informamos o falecimento do nosso irmão de farda Mauricio José de Oliveira Santana Agente de Combate ás Endemias que atuava na função de supervisor de equipe no distrito de Cajazeiras, o seu sepultamento acontecerá hoje (09/10)  ás 16:30  no cemitério Bosque da Paz.





6 de outubro de 2017

AACES: Retroativo do avanço de nível já!


Hoje no primeiro dia de dar entrada no processo requerendo os 13 meses dos avanços referente a lei 7.867/2010 que são 5.5%, chegando a um montante de mais de Mil Reais que a prefeitura nos deve,  muitos colegas vieram e autorizaram o jurídico da  AACES a entrar com  o processo contra a prefeitura, mas não foi apenas hoje, todas as terças-feiras e sextas-feiras estaremos dando entrada, basta trazer copias:

RG
CPF
COMPROVANTE DE RESIDENCIA
OS CONTRA-CHEQUES  

Esclarecimento, esse direito nosso a prefeitura só vai pagar na justiça, não adianta da entrada na SMS com solicitação, será perca tempo, porque a gestão já negou esse direito desde Julho de 2017, por isso justiça nele, lembre-se quanto mais cedo der entrada, mas cedo será sua audiência dependendo da vara que cair, fica a dica, não podemos deixar ACM Neto com o dinheiro que é nosso. 

4 de outubro de 2017

ATENÇÃO ACS E ACE DE SALVADOR, VENHA DA ENTRADA NO SEU RETROATIVO DO AVANÇO DE NÍVEL


A lei 7.867/2010 foi descumprida pela prefeitura no ano de 2016 quando eramos para receber 5.5% em Julho referente ao avanço de nível 2 para 3, a gestão só veio a nos pagar em Setembro de 2017, caracterizando um atraso de 13 meses, por isso nosso setor jurídico entrou em ação e afirmou que temos direito a receber esse retroativo e reivindicar os juros pelo atraso.

Portanto venha dar entrada no processo e requerer os 5.5%  retroativo dos 13 meses o mais rápido possível, na sede da AACES rua do Salete numero 54 Barris MAPA, tel 3561-3599 ao lado da Faculdade Visconde de Cairu das 14 as 18 horas, basta trazer copias:

RG:
CPF: 

COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA:

Os contra-cheques imprimimos aqui na sede da AACES, o valor que cada um agente de saúde tem direito passa de mil reais, e não podemos deixar para a prefeitura. 

Vamos iniciar a dar entrada nesta sexta-feira dia 06 de Outubro a partir das 14 horas, e daremos prosseguimento todas terças e sextas-feira.

DIA DO AGENTE DE SAÚDE NACIONAL E MUNICIPAL

Dia do Agente de  Saúde nacional 04 de Outubro.

O Dia do Agente de Saúde nacional é festejado anualmente em 4 de Outubro. Amigos de todas as famílias, sejam elas pequenas ou grandes, os agentes de saúde estão sempre à disposição para ajuda-las.
Vamos saber mais sobre o trabalho dos Agentes de Saúde e um pouco da sua história e origem. Para entendemos melhor a sua origem, vamos voltar um pouco no tempo.


Lutas nacionais em Brasilia 


Os primeiros Agentes Comunitários da Saúde, não foram os médicos, mas sim os que cursavam níveis técnicos ou elementares. Eles (Técnicos ou Elementares) foram os primeiro Visitadores Sanitários no século XIX (19), prometendo iniciar uma campanha de saúde pública no século XX. Os mesmos que faziam visitas e vincularam as campanhas de saúde pública, eram responsáveis também pelo controle de endemias, surtos da peste bubônica e febre amarela, entre outros. Faziam esses tipos de trabalhos em todas as casas, inclusive em áreas rurais, onde precisava e ainda precisam de bastante atenção. Pois como se sabe, zona rural fica muito distante da cidade para ter os atendimentos mensais obrigatórios.


Hoje em dia no Brasil são identificados esses profissionais ou técnicos, na Superintendência de Campanhas de Saúde Pública (SUCAM), dando resultado na fusão do (DENERu) Departamento Nacional de Endemias Rurais, fazendo grandes progressos na Campanha de Erradicação da Malária e Campanha de Erradicação da Varíola.

O procedimento de fiscalização em residências começou nas missões imperais na Rússia, por volta do século XVIII (18), executando tarefas de higiene e à saúde dos soldados. Lembrando que esse procedimento também servia para a população civil. Outra teoria supõe que deu o inicio ao trabalho do Agente de Saúde na China, eram chamados de Médicos de pés Descalços, logo no começo de 1950. Mas nos Estados Unidos (EUA) iniciou-se a Saúde Comunitária com ajuda de médicos assistentes na década de 60 e 70.

No Brasil, os Agentes da Saúde se tornaram um fator de extrema importância para o país, dando ao inicio da primeira experiência no (PSF) Programa de Saúde da Família. Em 1991, foi criado o Programa dos Agentes Comunitários de Saúde (PACS) pelo (ACS) Agente Comunitário de Saúde, fazendo parte do procedimento da construção do Sistema Único de Saúde, criando a norma aproximadamente 1988. Os Agentes têm o papel de recolher informações necessárias para monitora a condição de vida. A escolha da pessoa (Agente), para efetuar o serviço, não pode ser qualquer uma. Mas sim, a pessoa que convive ou convivia no bairro, tendo uma boa relação com os vizinhos ou ex-vizinhos, tentando encontrar o verdadeiro problema na comunidade.  
Todos os municípios adotaram os Agentes Comunitários, criando o (PACS) Porgrama de Agentes Comunitários de Saúde, passando-o pelo PSF.



Dia do Agente de  Saúde municipal 13 de Dezembro





No dia 13 de dezembro é comemorado em Salvador o Dia do Agente Comunitário de Saúde (ACS) e do Agente de Combate ás Endemias (ACE), instituído através da Lei Municipal nº 5.582/99, que regularizou o Projeto de Lei nº 61/99 - o qual foi elaborado para homenagear e reconhecer esses profissionais de suma importância para a saúde pública, mas que andam esquecidos pelo poder público. 


 
Os ACS e ACE,s, por estarem sempre em contato com as famílias fazendo acompanhamentos contínuos, 
Entre as suas atribuições estão as visitas domiciliares, o trabalho em equipe, a avaliação das ações de saúde, controlando as endemias entre outras funções.
 


3 de outubro de 2017

AACES: Outubro Rosa começa com o curso de cuidados com a pele e noções básicas de maquiagem para ACS e ACE,s


Pensando na auto estima dos agentes de saúde a AACES vem realizando diversos cursos para seus filiados e familiares dentre eles o curso de cuidados com a pele e noções básicas de maquiagem, uma realização da consultora Mary Kay ALINE SANTOS que é ACE em  parceria com a AACES.

A AACES sempre preocupada com o bem estar social e trazendo opções para a  categoria, estamos com novas inscrições abertas para as próximas turmas basta ligar para nossa sede no contato 71-3561-3599, temos cursos como: defesa pessoal, turbantes e cuidados com a pele e noções de maquiagem.

E com muito entusiasmo foi realizado a segunda  turma no dia 02  de Outubro  na nossa sede situado a rua do Salete n°54 barris ao lado da faculdade Visconde de Cairu.

 Vejam outras fotos clicando em mais informações abaixo:

AACES: No campo Temático saúde da pessoa com deficiência


Representando a  AACES na reunião que discutiu  campo Temático saúde da pessoa com deficiência, nossa diretora Ana Lice ACS do distrito São Caetano Valeria, participou junto com outros colegas ACS e a coordenação de atenção primaria a saúde, onde pode participar também da capacitação sobre o papel do ACS no reconhecimento e acolhimento á pessoa com deficiência. 

2 de outubro de 2017

PCV DOS OUTROS SERVIDORES, SAIBA COMO FICOU PRINCIPALMENTE O DOS AGENTES DE TRÂNSITO

A AACES na ultima sexta-feira protocolou  o oficio com a indicação dos dois nomes para fazer parte da comissão da construção do nosso PCV, sendo membro titular Enádio Nunes Pinto e suplente Cleber Bispo Mascarenhas, agora estamos cobrando a data da primeira reunião da comissão, na oportunidade gostaríamos também de informar para os ACS e ACE,s como foi o PCV conhecido como planão onde os outros servidores tiveram em 2014, leiam abaixo como ficou:

O dia 11 de junho de 2014, se tornou uma data histórica para todos os servidores municipais de Salvador. Neste dia a Câmara de Vereadores aprovou o nosso Plano de Cargos e Vencimentos (PCV), após doze anos de intensas lutas.

Por isso, gostaríamos de agradecer o apoio, confiança e dedicação de todos os servidores da Transalvador que estiveram conosco em mais essa conquista. Não importa se você é servidor administrativo, Agente de Trânsito e Transporte, prestador de serviço, pois estamos TODOS no mesmo barco e a luta é uma só. Conforme repetimos em diversas ocasiões, para benefícios coletivos a luta precisava ser de todos e graças ao comprometimento de cada um e a união da nossa categoria, conquistamos mais essa vitória.
Antes da aprovação do PCV pela Câmara e até nossa decisão de aceitar o plano da forma como foi proposto pela prefeitura, foram quase dez meses de muito trabalho, já que participamos ativamente da construção de toda parte técnica do plano, através da Comissão Interna da Transalvador para o PCV, composta pelos servidores NadjaYra Carvalho, Leyde Aziz, Claúdia Ornelas, José Lúcio, Raimundo Dortas e Edvaldo Sousa do Nascimento, grupo ao qual agradecemos imensamente pelo esforço e dedicação ao longo de todo este processo. 


Iniciamos efetivamente as negociações do PCV em setembro de 2013 e desde o início procuramos o caminho do diálogo, algo que tentamos até quando as decisões deixaram de ser técnicas e passaram a ser políticas. O ápice dessa situação ocorreu em 13/05, quando a prefeitura e outra entidade assinaram um acordo de PCV, fora da mesa permanente de negociação, que faz com que todos os servidores municipais abram mão da correção inflacionária na data base dos anos de 2015 e 2016, algo que consideramos um desrespeito a toda classe trabalhadora e um afronte ao movimento sindical, que existe para defender os direitos dos trabalhadores e não retirá-los.
Começamos nossa paralisação no dia 16/05 e durante oito dias nos mantemos unidos e mobilizados contra imposições e intimidações da administração municipal. Realizamos atividades fantásticas como nossa caminha debaixo de chuva do Campo Grande à prefeitura e a Campanha Solidária para o Núcleo de Apoio ao Combate do Câncer Infantil (NACCI) onde arrecadamos e doamos a essa instituição alimentos, produtos de higiene e limpeza, numa ação que comoveu a todos e novamente nos mostrou o quanto faz bem ajudar quem precisa. Mais um ponto positivo para nossa categoria, que deve dar continuidade a atos solidários como esse realizado no NACCI e a doação coletiva de sangue que realizamos antes do Carnaval no HEMOBA.
Após nossos protestos e intensas negociações, no dia 23/05, realizamos mais uma assembleia e apresentamos o que foi conseguido de diferencial para nossa categoria (confira nas próximas páginas) e juntos – pensando no quanto a implantação do PCV é importante para nós e para todo funcionalismo municipal – decidimos aceitar a proposta do PCV da prefeitura, mesmo com ressalvas em alguns pontos que discordamos.
Que poderíamos ter um PCV melhor, isso é fato. Assim como é fato que não poderíamos perder mais uma oportunidade de implantação do nosso tão sonhado PCV. Apesar dos pesares, acreditamos que o PCV trará avanços para todos os servidores municipais e consideramos essa mais uma conquista histórica da nossa categoria.
Como foi a implantação do PCV
Vamos ao que interessa, explicar como foi a implantação, o enquadramento e todas as informações a respeito do nosso Plano de Cargos e Vencimentos. Seguindo este passo a passo você mesmo pode fazer sua simulação.
1 – SALÁRIOS: Vencimento base (por cargo)
Cargo                                                                                                                 Salário

Auxiliar de Serviço/Suporte Operacional

R$ 965,31
Assistente Administrativo./ Técnico Administrativo
R$ 1.300,00
Agente de Trânsito e Transporte
R$ 1.400,00
Analista de Desenvolvimento Sócio Cultural Municipal
R$ 2.00,00
Analista de Gestão Pública Municipal
R$ 2.450,00
Analista de Planejamento e Serviços Municipais
Analista de Planejamento, Infraestrutura e Obras Públicas
R$ 3.703,28
2 – NIVEIS: Após identificar seu cargo e novo salário, passamos para a questão dos níveis. O PCV inicia-se com os valores acima e progride numa tabela com 21 níveis, com variação internível, de 2,5%.
3 – GRATIFICAÇÃO DE AVANÇO POR COMPETÊNCIA: Passa a ter um novo modelo da seguinte forma:
Níveis
Percentual de Competência*
1 a 7
40%**
8 a 14
42,5%
15 a 21
45%
* percentual referente ao vencimento base
**Nivel inicial para todos os servidores

4 – TEMPO DE SERVIÇO (BIÊNIO): A cada dois anos de tempo de serviço, será acrescido 3% do vencimento base (mantido o modelo atual).
5 (*) – GRATIFICAÇÃO DE RISCO / MOTOCICLISTA, INSALUBRIDADE – Será mantido o percentual de 40% do salário base. (*) De acordo com a função e local de atividade de cada um.
6 – AIPET – Aumento do percentual de 13% para 20%, em agosto de 2014.
7 – PROGRESSÃO: Existirão três formas de progressão dentre do PCV
7.1 – Enquadramento: Conforme tabela abaixo, de acordo com o tempo de serviço de cada um.

Tempo de Serviço
Maio / 2015
Maio / 2016
Novembro / 2016
Maio / 2017
Menos que 3 (três) anos
Não se aplica
Não se aplica
Não se aplica
Não se aplica
Acima de 3 (três) até 6 (seis) anos
No nível 3 (três)
Não se aplica
Não se aplica
Não se aplica
Acima de 6 (seis) até 8 (oito) anos
No nível 6 (seis)
Não se aplica
Não se aplica
Não se aplica
Acima de 8 (oito) até 14 (catorze) anos
No nível 6 (seis)
No nível 10 (dez)
Não se aplica
Não se aplica
Acima de 14 (catorze) anos
No nível 6 (seis)
No nível 10 (dez)
No nível 12 (doze)
No nível 14 (catorze)
Data de Corte: A data de fechamento, para calcular tempo de serviço e enquadramento, ficou definida em 01/01/2015
7.2 – Mérito: A cada dois anos, de acordo com avaliação de desempenho
7.3 Titulação: Após o enquadramento total, será realizada a rogressão por titulação da seguinte forma:
- Servidores que fizeram concurso para os níveis Fundamental, Médio ou Técnico, que tenham concluído o nível superior, terão progressão de dois níveis.
 - Servidores que fizeram concurso para nível Superior e tenham concluído outra titulação (Pós-Graduação, Mestrado, Doutorado, etc.) terão o avanço de um nível para cada titulação, limitando-se a dois níveis.
8 – REVISÃO DO PLANO: Prazo de três anos para revisão do PCV, no sentido de fazer correções e adequações necessárias.
9 – RETROATIVIDADE: Todos os valores serão retroativos a 01/05/2014, nossa data-base.
Fonte: ASTRAM

A CULTURA E SEUS ENSINAMENTOS

DIRETORA DA AACES MARIA NILZA  A ESQUERDA
 No mês de setembro foi lançado no teatro Castro Alves o comentário ao estatuto da igualdade racial e combate a intolerância religiosa do estado da Bahia.

uma reflexão importantíssima para ser discutida na sociedade e deixa claro com esse evento que a Bahia construiu o seu arcabouço legal e de forma bastante participativa.
O livro segundo seus organizadores sera também uma fonte de pesquisa , fomentadora de debates de de acesso.
E com esse intuito de ampliar os conhecimentos para buscar avanços para a categoria que a aaces vem participando desses eventos de suma importância para um dever social e compromisso com a categoria.

A diretora Maria Nilza Desterro da Costa foi participar desse evento representando nossa entidade na sua pasta cultura e lazer.
Gostaríamos de agradecer imensamente ao convite.
vejam algumas fotos do evento.





AACES: HISTORIA DO OUTUBRO ROSA


Chamado simplesmente de “Outubro Rosa”, a campanha tem aumento na adesão da população, empresas e entidades a cada ano, e procura chamar a atenção para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce. Nenhuma entidade, associação ou empresa é proprietária ou representante legal do movimento, e seu nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra a doença.
O diagnóstico precoce da doença é o primeiro e mais importante passo para a cura. No Brasil, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. A doença também acomete homens, porém é raro e representa apenas 1% do total de casos. Relativamente raro antes dos 35 anos, depois sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. A estimativa do INCA para 2015 é de mais de 57 mil novos casos no Brasil.
História
14732
Komen Race for the Cure de 1991, em Nova York. (Foto: Divulgação)
Tudo começou nos Estados Unidos, quando a Fundação Susan G. Komen for the Cure (hoje a maior organização de câncer de mama do mundo) lançou o laço cor-de-rosa, em 1991, e o distribuiu aos participantes da primeira Corrida pela Cura (Komen Race for the Cure), realizada em Nova York. No de 1997 algumas entidades das cidades de Yuba e Lodi (EUA) começaram a fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, surgindo daí o nome Outubro Rosa e os enfeites em locais públicos com os laços, ou outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes da doença e até mesmo partidas de boliche. Não existe uma informação oficial de quando começou a ideia de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. Mas a primeira iniciativa no Brasil foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (o Obelisco do Ibirapuera), em São Paulo, no dia 02 de outubro de 2002. A iniciativa  foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa e que tiveram o apoio de uma empresa européia de cosméticos.
2015 Susan G. Komen Race for the Cure Milwaukee - Image credit Michael Sears
Susan G. Komen Race for the Cure 2015, em Milwaukee. (Foto: Michael Sears)
Criatividade
rosa-1
No ano passado, Teresina reuniu cinco mil pessoas durante caminhada. (Foto: Divulgação)
Quanto mais crescem as adesões, mais ações são pensadas. Na cidade de Teresina, a Fundação Maria Carvalho promove há nove anos uma caminhada de conscientização sobre o câncer de mama. Este ano a caminhada aconteceu ontem (03) e a capital do Piauí concorre ao título de cidade a realizar o maior Abraço Rosa do mundo. A organização chamou o Guinness Book, o livro dos recordes, para avaliar o evento.
Aplicativo
Em outubro de 2014 foi lançado o aplicativo Laço Rosa Neo Mama, desenvolvido pelo Instituto Neo Mama em parceria com a 4.2 Produtora. Disponível gratuitamente para celulares e tablets com sistema Android, nele há texto e ilustrações de como fazer o autoexame e possibilita compartilhar nas redes sociais mensagem de apoio ao movimento. O Instituto Neo Mama, que é uma entidade sem fins lucrativos localizada em Santos (SP), presta atendimento gratuito a pessoas com câncer de mama.