31 de março de 2012

PUBLICADO DIARIO OFICIAL QUE SOFREU TENTATIVA DE *FRAUDE PELO DIRETOR DO SINDACS-BA

Na última quinta feira um diretor do Sindacs-Ba tentou enganar editora da Câmara Municipal para alterar texto do Diário Oficial (vide postagem anterior)
 
Texto original
Fraude
Significado de Fraude
s.f. Todo artifício empregado com o fim de enganar uma pessoa e causar-lhe prejuízo. A fraude traduz a intenção de procurar uma vantagem indevida, patrimonial ou não. O Código Penal Brasileiro, nos artigos 171 e seguintes, prevê diversas modalidades de fraude, comparáveis ao estelionato.
Em Direito Penal, fraude é o crime ou ofensa de deliberadamente enganar outros com o propósito de prejudicá-los, usualmente para obter propriedade ou serviços dele ou dela injustamente. Fraude pode ser efetuada através de auxílio de objetos falsificados.
No meio acadêmico, fraude pode se referir a fraude científica – a falsificação de descobertas científicas através de condutas inapropriadas – e, de uso comum, fraude intelectual significa a falsificação de uma posição assumida ou sugerida por um escritor ou interlocutor, dentro de um livro, controvérsia ou debate, ou uma idéia apresentada enganosamente para esconder conhecidas fraquezas lógicas. Fraude jornalística implica numa noção similar, a falsificação de furos jornalísticos.
Fraudes podem ser cometidas através de muitos métodos, incluindo fraude de correspondência, por meios de Tecnologia de Informações, fraude por telefone e fraude por internet.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fraude
Grifos nosso. 

Será que não deveríamos chamar a policia? 
Para que tá feio, tá medonho, tá ridículo.

30 de março de 2012

















Os agentes de combate às endemias e comunitários de saúde também fazem parte de nossa luta, e batalharam junto conosco para ofertar mais dignidade ao servidor municipal.
As propostas apresentadas na mesa de negociação para a categoria também tiveram a marca da luta dos ACE’s e ACS’s. Isso não pode ser negado em nenhum momento. A ação desses homens e mulheres moveram nossa intenção em continuar batalhando por mais vitórias. E conseguimos!
Prova disso é o aumento no valor do auxílio-alimentação que tem influência direta nos ganhos dos trabalhadores. O percentual final atinge 20% intercalado em aumentos reais de 10% em maio e 10% em Dezembro.
Vamos continuar lutando e novas conquistas acontecerão para mérito de nossas lutas.
Fonte: SINDSEPS

ATENÇÃO MAIS UMA CONQUISTA...




A luta não para, e agora outra vitória o SINDSEPS conseguiu mais 10% no tictk dos agentes de saúde para o mês de maio e outro 10% para dezembro, junto com AACES o SINDSEPS foi ate a Seplag hoje 30/03 e confirmou mais esta conquista.
As barreiras são grandes, porem maior é a vontade de vencer, logo melhores informações.


MANOBRA DE MOLEQUE FRACASSADA!


Diretor da Sindacs-Ba tenta manipular Diário Oficial do Legislativo


É do conhecimento de muitos que o Sindacs-Ba é um sindicato que não tem atitude de sindicato quando se trata de brigar pelos interesses da categoria, passivo demais, é incapaz de tomar atitudes mais enérgicas como, por exemplo, fazer piquetes, ou fazer ocupações, coisa que eles mesmos reprovam em suas postagens e preferem ficar o tempo todo dialogando com uma gestão que vem pisando no nosso pescoço há vários anos, e o pior é que nem dialogar eles sabem, quem esteve nas mesas de negociações sabe do que estamos falando. Alias esse sindicato também é conhecido como “o engenheiro das obras prontas”, ou seja, os segmentos junto com os trabalhadores vão para enfrentamento, brigam e se desgastam por um objetivo e quando estão próximo da vitória aí aparece o Sindacs dizendo que fez e aconteceu.
Depois de divulgar um vídeo de forma irresponsável, onde foi obrigado a retirar da internet às pressas e se retratar, diga-se de passagem, agora, um certo diretor dessa entidade, (aquele diretor que ninguém suporta de jeito nenhum), num ato de insanidade, desespero, ou simplesmente MOLECAGEM esteve na sala de imprensa da Câmara Municipal e tentou manipular o texto do diário oficial que deve sair hoje 30/03/2012. De acordo com os funcionários da casa, o diretor que outrora já foi rejeitado pela categoria de participar das negociações, esteve ontem pela manhã na sala de imprensa da Câmara e apresentando alguns documentos entre eles aquele parecer de 2007 que já apresentamos aqui e induziu uma funcionaria estagiaria e com pouca experiência, ao erro. O objetivo do MELIANTE seria trocar o nome do atual representante dos agentes de saúde SINDSEPS (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Salvador) e colocar o nome da entidade que a categoria rejeitou em Assembleia no dia 09/03/2012, que de modo que o texto modificado permaneceu por algumas horas no site oficial da Câmara. Mas como Deus é justo e temos muitos amigos e muito respeito em todos os lugares que passamos, imediatamente fomos informados por nossos colegas, vereadores e os próprios funcionários da Câmara, de modo que conseguimos reverter a tempo essa MANOBRA INESCRUPULOSA e durante a correção foi acrescentado o nome da Frente da Transparência que também já vinha participando do processo.  Diante do exposto e dos ataques constantes que a AACES vem sendo alvo desde quando decidiu apoiar o SINDSEPS só nos resta alertar a categoria para ficarem atentos às próximas manobras desse sindicato fracassado que em menos de seis meses perdeu o direito de representar os agentes de saúde em dois municípios, a saber, Camaçari e agora em Salvador, e pode continuar a perder em outros municípios também uma vez que muitos não estão contentes com desempenho da entidade. Tudo isso só nos leva a conclusão que se resume em uma única palavra, INCOMPETÊNCIA.

Nossos agradecimentos aos funcionários da Câmara Municipal, aos vereadores e nossos colegas agentes de saúde que nos informaram a tempo de corrigir essa TENTATIVA DE FRAUDE.
 Associação dos Agentes de Combate as Endemias de Salvador.
Nosso sindicato inicia mais uma batalha pela dignidade no serviço público municipal. A nossa luta não será roubada por nenhum traidor ou mentiroso, muito menos por aqueles que pretendem utilizar a força do trabalhador para fazer qualquer politicagem ou negociação nefasta e prejudicial ao servidor municipal.
Nossa missão tem sido cumprida à risca na representação do servidor, e agradecemos a todos que estiveram juntos em todos os últimos dez dias, e que combativos não titubearam em dizer não à traição protagonizada por essa administração. Nada que foi feito teve qualquer intenção de desmerecer aos nossos companheiros e companheiras, e isso é provado por todos que acompanharam os tensos momentos vividos por guerreiros e guerreiras.
Os antecedentes de outras gestões mostram que a atual administração municipal está imitando métodos que foram rejeitados pela democracia. Somos tratados como bandidos, terroristas e criminosos de guerra. Fomos agredidos, humilhados, ameaçados, roubados em nossa dignidade humana.
A cena que vivemos na última terça-feira (27) nas dependências da Sefaz ilustram perfeitamente a forma ditatorial que a atual gestão municipal tem conduzido negociações com o trabalhador soteropolitano. Socos, pontapés, privação de água e comida, ameaças com exibição de armamentos pesados, enfim, estratégias e procedimentos utilizados em contra-terrorismo. Polícia é para ladrão, para trabalhador não!
A covardia do atual gestor que fica ilhado em um palácio cercado de policiais que deveriam proteger o contribuinte é algo patético e lamentável. Nunca um gestor foi tão medroso no embate político e sempre esconde-se quando tem a chance de tratar com o servidor municipal. Isso sem contar na modalidade de propaganda que assemelha-se ao modelo adotado pelo nazismo de Hitler na tentativa de disseminar suas (in)verdades. Enquanto uma mesa de negociação está sendo desenvolvida, o setor de comunicação da administração municipal utiliza de seu poder sobre alguns veículos de imprensa, e publica mentiras ditadas por aqueles que primam pela traição.
Como não acreditar em afirmações feitas à toda imprensa de que implantaria por força de lei, o nosso Plano de Cargos e Salários? Como não acreditar em um prefeito de uma grande cidade e em seu novo amigo secretário da Casa Civil? Como duvidar da palavra de pessoas que se dizem tementes à Deus? Como ousar não informar essas negociações com o servidor? Ledo engano!
A cidade tem a prova de que a escolha soberana das urnas não foi a mais perfeita. Temos um momento delicado a ser vivido, e a dor profunda da traição continua marcada no peito de todos nós. Mas, nossos semblantes não serão abaixados, e nossa luta continua de cabeça erguida, pois em nenhum momento fomos infiéis ao servidor público amigo e companheiro de jornadas. Tivemos sim a honra e a capacidade de entender que uma armadilha estava sendo armada em nosso caminho.
Perderíamos os prazos legais perante à legislação eleitoral, e essa administração irresponsável tentava de todas as maneiras ganhar tempo para que a data limite chegasse (04 de abril) e a nossa categoria seria penalizada sem nenhum avanço salarial. Ou seja, a covardia e a traição seria como uma punhalada pelas costas! Esse seria o nosso presente como cidadão dessa cidade que faz 463 anos de histórias de resistências conta ridículos tiranos.
E em assim sendo, como cidadãos soteropolitanos vamos continuar resistindo à tirania no Poder Executivo Municipal e manter nossa mobilização. Todos os dias de sessões ordinárias na Câmara de Vereadores de Salvador, o servidor municipal vai exigir dos vereadores, a rejeição das contas dessa gestão maléfica e ridícula.
Contra mentiras e traição, o servidor público quer rejeição! E isso vamos cobrar como a dívida por nossa categoria ter sido ferida – literalmente – pelas forças policiais à serviço do alcaide, e que como servidores públicos e trabalhadores não deveriam antecipar-se e partir para confrontos com colegas. Uma situação lamentável!
Portanto, guerreiros e guerreiras, o nosso entendimento e reflexão é de que a luta não vai parar, e essa administração terá nossas “gentilezas” e surpresas até o término dessa administração inerte, policialesca, covarde e traidora, que como uma faca cortou o coração do servidor público que está ferido e magoado.
Estamos em um momento de compreensão dos resultados de nossas ações referendadas por aqueles que não fogem à luta, e que mesmo com quedas, levantam-se e seguem em direção aos avanços na nossa vida profissional e pessoal. Alguns dirão que fomos derrotados, mas esses são poucos, que querem nos levar para o fosso da derrota no qual estão acostumados a permanecerem. Isso, o servidor público não se permitirá, pois somos bravos e corajosos para enfrentarmos qualquer adversidade.
Voltaremos com a nossa força, e essa administração sentirá a capacidade de inteligência e de sagacidade do servidor municipal, sempre a favor da cidade e da dignidade de nosso trabalho.
Fonte: SINDSEPS

Votação de projeto do Executivo evidencia racha entre base e prefeitura na Câmara

A votação de um veto parcial do prefeito João Henrique Carneiro (PP) à Lei Orçamentária Anual (LOA) pela Câmara Municipal de Salvador, na última quarta-feira (28), tornou ainda mais perceptível o racha entre a base governista da Casa e o gestor. O problema já havia ficado claro quando a Comissão de Finanças aprovou o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) que rejeita as contas do Executivo em 2010 e, além da oposição e dos independentes, legisladores da base do prefeito – Paulo Câmara (PSDB) e Heber Santana (PSC) –  endossaram a decisão.


Agentes aguardavam aprovação do projeto seguinte

Antes da sessão plenária da última quarta, as lideranças da maioria e minoria fizeram acordo para aprovar o veto de JH sobre a antecipação dos efeitos financeiros relativos às gratificações dos agentes de saúde e combate a endemias. O motivo é que já havia outro projeto de lei sobre o mesmo tema – e que foi aprovado logo depois . O voto era secreto, mas as lideranças revelaram as recomendações dadas às bancadas. Téo Senna (PTC), comandante dos governistas, pediu que seu bloco aprovasse o veto; Vânia Galvão (PT), que encabeça a oposição, deu a mesma sugestão. No entanto, os independentes PMDB e PR, cujas líderes são, respectivamente, Pedrinho Pepê e Léo Kret, pediram que suas bancadas não se manifestassem a favor da matéria do prefeito. Juntas, as duas legendas somam apenas oito representantes, mas foram contados 15 votos negativos à mensagem do Executivo e apenas 23 favoráveis. Não se sabe quem não seguiu a sugestão da liderança, mas tanto Senna quanto Vânia crêem que a desobediência partiu do bloco que apoia a gestão municipal.
Click em mais informações abaixo e veja toda matéria:

SALÁRIO NA CONTA.

29 de março de 2012

Não foi da forma que desejávamos. Mas, foi da maneira que menos perderíamos. Nossa luta permanece fiel aos nossos princípios de lealdade aos companheiros e companheiras que juntos garantem a dignidade no serviço público.
Terminamos o movimento paredista que não tinha tempo determinado, mas permanecemos mobilizados em busca das melhorias na nossa vida funcional. Não lutamos em vão, e não perdemos. A nossa reflexão estratégica permite vislumbrar que a intolerância e a intransigência não conduziria-nos ao objetivo que tínhamos planejado inicialmente.
Se não fomos vencedores no pleito do Plano de Cargos e Vencimentos, a culpa não é da luta do trabalhador, e sim, da traição e da mentira daqueles que diziam respeitar o servidor municipal. Junto à isso, ainda tivemos que suportar a ação nefasta de colegas que não caminharam conosco, e por todo momento desestimularam as nossas ações, e tentaram esvaziar o movimento por estarem à serviço da administração municipal e de seus superiores.
Portanto, vamos à luta! Retornaremos aos nossos postos de trabalho, mas permanecemos em estado de mobilização no aguardo do envio, análise e aprovação de nosso aumento, e mesmo que não tenha sido a nossa intenção de ganhos, vamos acompanhar de perto no plenário da Câmara de Vereadores de Salvador todo o andamento desse pleito.
A mobilização continua com o acompanhamento do andamento do projeto, e a presença dos guerreiros e guerreiros é muito importante para que a cobrança surta o efeito desejado que é a aprovação pelos vereadores.
Não aceitaremos mais mentiras e traições! E o servidor municipal no seu exercício de cidadania exige dos vereadores, a total rejeição das contas do prefeito traidor do trabalhador para que o seu castigo seja severo, e mesmo que não seja suficiente, terá sido um alívio para a nossa cidade.
Contra a mentira e a rejeição, os servidores públicos querem rejeição!!!
Fonte; SINDSEPS

O SINDSEPS NÃO PARA, E PARECE QUE TEM MAIS NOVIDADES PARA A CATEGORIA, AMANHÃ TEREMOS UMA REUNIÃO, AGUARDEM


Membros da AACES e da TRANSPARÊNCIA



O desespero do SINDACS é notório, para que tá feio, numa atitude sem responsabilidade o ex-represente dos agentes de saúde em Salvador, se dirigiu até a sala de imprensa da câmara de vereadores enganou com uma ata bem antiga uma inocente servidora, pedindo para trocar no texto do site oficial o nome do SINDSEPS para SINDACS, onde alguns colegas pode ver hoje a alteração, só que não poderíamos deixar essa mentira assim.
Então o SINDSEPS, AACES e TRANSPARÊNCIA foram até a câmara e exigiu que o site oficial da casa colocasse a verdade, ou seja, quem realmente participou das negociações, onde fomos atendidos pela jornalista que pediu desculpas e manteve o texto original e acrescentando o nome da Frente da Transparência que também participou.
A verdade é assim, ela sempre aparece, e quem quiser ir atrás de mentira, vão numa assembleia na segunda-feira do ex-representante dos agentes de saúde, num espaço fechado que não cabe nem 100 pessoas lembrem-se de uma coisa, na assembleia do SINDSEPS tinham mais de 600 pessoas, onde pode ser provado através de ata, fotos e de vídeo.

NO ANIVERSÁRIO DE SALVADOR OS SERVIDORES MUNICIPAIS PROTESTOU

O Prefeito depois da manifestação recebeu os servidores

Servidores públicos municipais protestaram contra o prefeito de Salvador em pleno aniversário da cidade, o clima esquentou, mas trabalhadores unidos jamais serão vencidos, então uma comissão do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais SINDSEPS foi chamado pelo prefeito João Henrique para conversar, os trabalhadores reclamam contra a inviabilidade financeira apontada pela administração pública ao Plano de Cargos e Vencimentos que eles esperam há três anos.

Vejam a galeria de fotos em mais informações abaixo:

Saiu na imprensa: Câmara aprova gratificações dos agentes de saúde

Vereadores da Câmara Municipal de Salvador aprovaram, em sessão plenária na tarde desta quarta-feira (28), a antecipação dos efeitos financeiros relativos às gratificações dos agentes de saúde e combate a endemias do município de Salvador. A votação ocorreu após o envio de mensagem do prefeito, abarcando a matéria em separado à LOA, e inserido na pauta em regime de urgência urgentíssima.
Com a chegada à Casa do Projeto de Lei nº 76/2012, referente às gratificações dos agentes de saúde, os vereadores apreciaram o veto que sobrestava a pauta, mantendo-o com 23 votos favoráveis e 15 contrários. Apesar da manutenção do veto do prefeito João Henrique, os profissionais de saúde saíram vitoriosos já que foram contemplados em outro PL com as gratificações reivindicadas – de incentivo à qualidade dos serviços de saúde e de auxílio periferia. A primeira equivale a 40% do salário base dos servidores, devida a partir desse mês de março, e o benefício de auxílio periferia constitui 10% do salário, disponível a partir do mês de abril.
Embora os votos tenham sido secretos, alguns vereadores declararam o seu posicionamento. A vereadora Vânia Galvão (PT) orientou a bancada de oposição a manter o veto, diante da presença do PL que versava sobre as gratificações dos agentes de saúde. O vereador Sandoval Guimarães (PMDB) revelou o entendimento da bancada do PMDB, contra o veto, mesma posição do vereador Adriano Meireles (PR).
A decisão de encaminhar à Câmara um projeto de lei sobre as gratificações foi tomada no dia 26 de março, em reunião entre o secretário municipal da Saúde, Gilberto José, e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindseps) e da Associação dos Agentes de Combate às Endemias (ACCES). A proposta foi apresentada com o objetivo de pôr fim à greve dos agentes na capital baiana.
*Publicado em cms.ba.gov.br
Fonte: SINDSEPS

SINDSEPS DE LUTO E MOBILIZADO NO ANIVERSÁRIO DE SALVADOR

Aniversário da cidade de Salvador. Data comemorativa de nosso povo. Mas, o que tem o servidor público municipal para comemorar?
Traição, mentira, desrespeito e muito cinismo daqueles que deveriam proteger os direitos e garantir avanços significativos para o trabalhador. Esse tem sido o presente ofertado pela administração municipal para o servidor. Infelizmente, não temos alegria e muito menos motivos para comemorar.
Mas, temos a capacidade de retribuir gentilezas, e por isso vamos compartilhar da tristeza da cidade nesse velório que representa a “morte” da dignidade, o fim da justiça social e o enterro da cidadania.
Queríamos ter motivos para comemorar, mas nossa assembleia será em um velório que culminará no “enterro simbólico” do prefeito Joao Henrique.
Como respeitosos que somos, manteremos o luto vestindo camisas pretas que lembrarão a ausência de transparência com o servidor municipal.
Portanto, o momento fúnebre acontecera nesta quinta-feira (29), às 14h, na Praça Municipal.
Venha compartilhar desse momento de dor do servidor municipal, e decidirmos o que faremos com a herança maldita.
Fonte: SINDSEPS

SINDACS JÁ NÃO SABE MAIS O QUE DIZ NEM O QUE FAZ


Atenção, vejam a matéria do  Sindacs-Ba dia 23/03/2012

Sindacs-Ba
 Mais uma mentira é desmascarada,
chega de iludir os trabalhadores
!
Segundo matérias que circulam nos blogs pela Internet, para enganar os trabalhadores ACS e ACE a participarem da assembleia já premeditada para ter contingente, pois o ‘Sindnóquio’ não consegue mobilizar seus filiados, mesmo quando o assunto é o plano de cargos, que a própria categoria reclama que vai haver perdas. “O‘Sindnóquio’ diz que se reuniu com a SEPLAG e a prefeitura com outra proposta de 40%, mas 10% de periferia em maio e 35% junho. E a associação disse que também participou. Engraçado que a prefeitura apresentou essa proposta ao sindicato que nunca sentou pra discutir sobre os problemas dos ACS e ACE”, esclareceu o coordenador Aldneilson Rangel.
Ontem (22/03) a direção do SINDACS/BA  esteve na SEPLAG, “fomos informados que a discussão com o ‘Sindnóquio’ só foi por conta do plano de cargos e não foi nada tratado sobre o assuntoo de ACS e ACE, pois a nova secretaria tem o parecer que foi homologado pelo ex- secretário Reinaldo Saback, que fala da representação do SINDACS/BA.
Outra coisa que intriga, cadê a ata da reunião? Quando existe uma nova proposta é recomendável que se mostre a verdade ou   essa é mais uma forma de enganar as pessoas?”, enfatizou Rangel (...)
Grifo nosso

AGORA COMPARE COM O QUE FOI DIVULGADO QUANDO FOI APROVADO HOJE AS GRATIFICAÇÕES e “vejam” a cara de peroba.

A esperança vence o medo
Câmara de vereadores aprovou  antecipação das gratificações produtividade sus 40% e auxilio periferia 10%.
Além da garantia da antecipação da gratificação de produtividade SUS, o Sindacs/BA estava negociando junto a prefeitura, a antecipação da gratificação auxílio-periferia para o mês de abril.  Enquanto os falsos representantes divulgavam que teriam conseguido antecipação dessa gratificação para maio, o Sindacs/BA já vinha buscando junto ao secretário de saúde, Gilberto José, Casa Civil e Secretaria da Fazenda, a possibilidade de antecipar o auxílio-periferia para o mês de abril de 2012. Na última terça-feira (27/03) a Casa Civil confirmou a antecipação. A entidade sindical mais uma vez mostra que o diálogo e a negociação são os melhores caminhos para se chegar à solução. A categoria pode vibrar,  após o entendimento entre os representante da SEFAZ, saúde e Casa Civil, ficou acertado a antecipação de mais uma gratificação atendendo um pleito do Sindacs/BA, que estava proposto na pauta da Campanha Salarial do ano passado, e só agora em negociação o município concordou em antecipar ambas gratificações. 
 http://www.sindacsba.org.br/noticias_518.html

Eis a ata que o Sindacs está querendo tanto ver, no entanto ela não é do dia  27/03 como o Sindacs diz nem tão pouco conseguimos achar o nome dessa entidade na ata, uma vez que a mesma alega que estava negociando. Agora temos certeza que a categoria quer ver a ata do dia 27/03 do Sindacs-Ba.
Inclusive pelo jeito parece que tanto a Casa civil, a SMS e a Seplag "perderam" um certo papelzinho que falava sobre quem é a entidade legal.  

 

 

28 de março de 2012

MAIS UMA VITÓRIA DA CATEGORIA. CÂMARA APROVA GRATIFICAÇÕES DOS AGENTES DE SAÚDE

TEM UM SINDICATO  MENTINDO POR AÍ, ADVINHA  QUAL ?
ESSA MATÉRIA NÃO FOMOS NÓS QUE ESCREVEMOS, RETIRAMOS DO SITE OFICIAL DA CÂMARA DE VEREADORES, QUALQUER  DUVIDA É SÓ CLICAR NO LINK ABAIXO:



Câmara aprova gratificações dos agentes de saúde
Vereadores mantém veto parcial do prefeito à LOA
Vereadores da Câmara Municipal de Salvador aprovaram, em sessão plenária na tarde desta quarta-feira (28), a antecipação dos efeitos financeiros relativos às gratificações dos agentes de saúde e combate a endemias do município de Salvador. A votação ocorreu após o envio de mensagem do prefeito, abarcando a matéria em separado à LOA, e inserido na pauta em regime de urgência urgentíssima.
Com a chegada à Casa do Projeto de Lei nº 76/2012, referente às gratificações dos agentes de saúde, os vereadores apreciaram o veto que sobrestava a pauta, mantendo-o com 23 votos favoráveis e 15 contrários. Apesar da manutenção do veto do prefeito João Henrique, os profissionais de saúde saíram vitoriosos já que foram contemplados em outro PL com as gratificações reivindicadas – de incentivo à qualidade dos serviços de saúde e de auxílio periferia. A primeira equivale a 40% do salário base dos servidores, devida a partir desse mês de março, e o benefício de auxílio periferia constitui 10% do salário, disponível a partir do mês de abril.
Embora os votos tenham sido secretos, alguns vereadores declararam o seu posicionamento. A vereadora Vânia Galvão (PT) orientou a bancada de oposição a manter o veto, diante da presença do PL que versava sobre as gratificações dos agentes de saúde. O vereador Sandoval Guimarães (PMDB) revelou o entendimento da bancada do PMDB, contra o veto, mesma posição do vereador Adriano Meireles (PR).
A decisão de encaminhar à Câmara um projeto de lei sobre as gratificações foi tomada no dia 26 de março, em reunião entre o secretário municipal da Saúde, Gilberto José, e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindseps) e da Associação dos Agentes de Combate às Endemias (ACCES). A proposta foi apresentada com o objetivo de pôr fim à greve dos agentes na capital baiana.
Após a apreciação do veto à LOA e do PL 76/2012, os vereadores seguiram os trabalhos votando projetos de lei, de resolução e indicações de sua autoria. 

SAIBA TUDO SOBRE O FIM DA PARALISAÇÃO E A APROVAÇÃO DE DUAS GRATIFICAÇÕES HOJE NA CÂMARA




A pedra fundamental de qualquer relação é a confiança, por isso depois de esgotar as negociações lideradas pelo nosso novo representante lega,l o SINDSEPS, sobre o aumento do salário base, onde por causa da lei 7.955 no seu art. 15º parágrafo único, que diz que até junho 2012, não podemos ter aumento sobre o salário base, e como o tempo já era curto por conta da lei eleitoral, pois tínhamos até o dia 04/04 para aprovar as duas gratificações, então resolvemos colocar estas informações na assembleia que é soberana para decidir, se continuaríamos em paralisação ou aceitaríamos a antecipação dos 50%, junto com o abono dos dias de assembleias e paralisados, deste modo a maioria decidiu aceitar a proposta da prefeitura e retornar suas atividades, temos certeza que isso ainda não é o que queremos, mas neste momento foi a melhor estratégia de luta, porque tínhamos o tempo jogando contra nós.

Então numa luta incansável hoje, porque ainda tínhamos a derrubada do veto como instrumento de luta, e sabíamos que seria votado hoje, procuramos o líder do prefeito na câmara Téo Sena, e informamos que só poderia votar o veto, quando nosso projeto chegasse na casa, então por causa da pressão dos trabalhadores, inclusive da guarda municipal, transalvador, salva-mar, sucop, e claro os guerreiros (as) agentes de saúde, Téo Sena foi buscar o projeto na casa civil acompanhado do presidente da AACES Enádio. Depois de alguns minutos chega na câmara o projeto para ser votado, e para alegria dos trabalhadores aprovado por unanimidade, portanto aproveitamos para agradecer o apoio do SINDSEPS e todos seus diretores, e dizer à categoria que o pai dessa criança são vocês, afinal o que seria de uma associação ou sindicato sem a força dos trabalhadores?

A luta não para por ai, como a antecipação das gratificações de 40% que é a GIQ (Gratificação de Incentivo a qualidade e Produtividade dos serviços de Saúde) e a Gratificação de Periferia de 10% é um direito nosso, vamos esperar sancionar a lei dessas gratificações, para entramos no campo da luta novamente, seja alterando a lei, ou seja de uma outra forma legal, temos que buscar uma saída para aumentar nosso salário base, porque R$ 545.00 não dá,  e agora mais  forte com a coragem do SINDSEPS com certeza vamos sair dessa com o apoio daqueles que sempre estão na luta.

Veja como foi a ultima assembléia que cuminou com o fim da paralização.

                                                Enadio fala para a categoria sobre a proposta

                                                            Leitura da proposta

 Votação.Categoria decede pelo fim da greve