17 de junho de 2013

NÃO VAI TER GREVE DE ÔNIBUS E VEREADORES COMEMORARAM

Os vereadores de Salvador, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (17), comemoraram o fim da possibilidade de greve de ônibus, que havia sido agendada para a próxima terça-feira (17). O vereador J. Carlos Filho (PT), ligado ao Sindicato dos Rodoviários, foi o porta-voz da notícia do acordo firmado entre os rodoviários e empresários para o ajuste salarial de 9% da categoria.




“A greve não aconteceu devido ao esforço da direção do Sindicato dos Rodoviários e ao apoio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). A classe abriu mão de algumas reinvindicações da sua pauta, em favor da cidade. Todos ganharam com o acordo: a população não sai prejudicada e os rodoviários conseguiram benefícios necessários há muito tempo”, comemorou J. Carlos Filho.

Na mesma linha, os vereadores Tiago Correia (PTN) e Luiz Carlos Suíca (PT) também comemoraram o entendimento. “Aconteceu muito mais pelo esforço dos rodoviários. O esforço dos trabalhadores foi muito maior do que dos patrões para Salvador não parar. É um exemplo de quem pensa na cidade. 9% está longe do que esses profissionais precisam”, declarou Suíca.





”Temos que comemorar e aplaudir a negociação pacifica que aconteceu entre os rodoviários e os empresários de ônibus coletivo desta cidade. A população não será penalizada e os rodoviários terão os seus direitos assegurados.”, concordou Correia.





"Vergonhoso"

O vereador Duda Sanches (PSD) também festejou porque a população não será penalizada com a greve, mas fez questão de criticar a qualidade do transporte público e da mobilidade urbana em Salvador.





“Esse transporte público que nós temos é vergonha para Salvador. A frota é antiga, os ônibus estão sempre lotados , as condições são as piores possíveis. É uma pena termos esse transporte público triste que rege o ir e vir de nossa cidade”, criticou Duda Sanches.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir