5 de dezembro de 2015

Agentes de saúde são espancados no Calabetão, em Salvador

Os agentes de combate às endemias (ACEs) Edmilson e Leonardo do Distrito Cabula/ Beiru (B) foram vítimas de violência no Bairro do Calabetão. Tudo ocorreu quando os servidores estavam realizando suas atividades de combate ao mosquito Aedes aegypti. "Fomos abordados por homens fortemente armados com revólveres e escopetas. Eles nos chamavam de policiais e 'X-9', nos agredindo com muitos chutes e pontapés, afirmou Edmilson. Além disso, os ACEs foram ameaçados de morte. "Pensávamos que iríamos ser assassinados, porque, além das fortes pancadas, a pressão psicológica era terrível", diz a outra vítima.
Infelizmente, esse caso se soma a outros , inclusive no mesmo bairro. O Centro de Controle de Zoonozes já está ciente, prestando ajuda aos trabalhadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir