18 de dezembro de 2015

ACM Neto se inspira em Wagner e adota medidas que prejudicam servidores; confira



Pacote de medidas visa economia de R$ 100 mi; cortes afetam servidores e contratos
Foto: Guilherme Silva / Bahia Notícias
Entre as despesas suspensas pela administração municipal, anunciadas na manhã desta sexta-feira (18) pelo prefeito ACM Neto e pela secretária municipal de Gestão, Sônia Magnólia, estão celebração de novos contratos de terceirização, de locação de imóveis e de veículos; contratação de consultorias, assinatura de jornais e revistas; participação em cursos, simpósios, seminários e congressos; aquisição de material de consumo e permanente, exceto os necessários para atividades essenciais. A prefeitura pretende cortar também remanejamento de dotação para contratação via Reda, exceto os casos que estejam já encaminhados; nomeação para cargos comissionados vagos; novas reestruturações ou revisões de planos de cargos, carreiras e vencimentos; além de concessão de afastamento de servidores para aprimoramento profissional. A concessão de licença-prêmio – também alvo de um pacote de medidas do governo estadual – será interrompida pelo plano de contingenciamento, que inclui ainda suspensão de extensões de carga horária dos servidores; licenças para tratar de interesses particulares em casos que demandem substituição; majoração de gratificação de operações especiais. "Estamos apenas suspendendo. Esse decreto pode ser revisto a medida do desenrolar do ano de 2016, que por exemplo surpreenda na economia", salientou Neto, sobre vantagens como licença-prêmio. O objetivo da prefeitura é garantir uma economia de R$ 100 milhões. Em porcentuais, foi definida a seguinte redução de despesas: 10% em terceirização de pessoal, água, energia elétrica, combustível; 15% em serviços continuados; 20% em serviços de postagem e reprografia. 
Bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir