27 de setembro de 2013

SINDICATO COM MEDO DE PERDER ELEIÇÃO NÃO ACEITA DOCUMENTAÇÃO DA CHAPA 2

A VERDADE SOBRE AS ELEICÕES DO SINDACS-BA (saiba porque só existe uma chapa)


A CHAPA 2 informa aos colegas da Capital e dos municípios onde o Sindacs ainda tem filiados que o sindicato não aceitou concorrência e através da comissão eleitoral  recusou a documentação exigida por eles mesmos, em uma manobra covarde a comissão eleitoral expediu uma nota na qual estabelecia um prazo de 48 horas para ajustes na CHAPA 2 e quando os membros da referida chapa foram entregar a documentação eles afirmaram  que o prazo teria vencido no dia anterior e se recusaram a receber a documentação,  a partir daí formou-se um grande conflito e se agravou quando os caras de pau se recusaram também de emitir uma notificação alegando o motivo da recusa, chamaram meia duzia de "leões de chácaras" (supostos seguranças) e começaram a nos intimidar querendo colocar a gente prá fora a força dizendo que iam fechar o sindicato. Com nossa segurança ameaçada o jeito foi chamar a polícia para garantir a segurança e atestar o ocorrido, e diante de todos os membros da comissão alegaram que só iriam emitir o documento no dia seguinte apos reunião da comissão. Porém, quando o membro da comissão eleitoral da CHAPA 2 Everaldo Braga chegou no dia seguinte como acordado foi proibido de entrar nas dependências da instituição e de participar dos trabalhos da comissão, enquanto outros integrantes da comissão entraram.
Numa democracia todos tem direito, mas num sindicato ditador que chegou a expulsar seus filiados de sua sede, tudo pode acontecer até mesmo barrar uma chapa concorrente, a pergunta que não quer calar, será que o sindicato ficou mesmo com medo de perder a eleição para a CHAPA 2 e não quis aceitar sua inscrição?


Vejam o resultado da nossa enquete:


Quem você votará nas eleições do sindacs

CHAPA 1 (20%)


CHAPA 2 (79%)


Vejam os videos abaixo e tirem suas próprias conclusões: 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir