8 de fevereiro de 2016

Módulos de saúde do Carnaval registram aumento de atendimentos por traumas na face


Módulos de saúde do Carnaval registram aumento de atendimentos por traumas na face
Foto: Reprodução / Planeta Agora
Desde o início da folia, na última quarta-feira (3), os módulos assistenciais à saúde, instalados pela Prefeitura nos circuitos do Carnaval receberam 188 vítimas para atendimento de cirurgiões bucomaxilofacial. Se comparado com o mesmo período do ano passado quando foram contabilizados 78 atendimentos, o número cresceu 141%. O módulo Farol da Barra foi líder de ocorrências com 42 intervenções seguido do Shopping Barra com 28, Montanha com 23 e, por último, o módulo da Sabino Silva com 20 atendimentos.  "Tivemos um dia a mais de festa, o que pode estar relacionado com este aumento de casos. Mas, o que de fato tem nos surpreendido é o crescimento dos episódios de violência, sobretudo os casos de agressões físicas e por arma branca, que têm encabeçado os registros de atendimento nos circuitos", declarou o secretário municipal da pasta, José Antonio Rodrigues Alves, durante coletiva realizada na manhã deste sábado (6), na Sala de Imprensa. Com 210 ocorrências, as agressões físicas representam as principais causas de atendimento. Atrás, vem os casos de intoxicação alcoólica com 172, cefaléia com 110, dor nos membros inferiores com 103 e agressão por arma branca com 93 atendimentos. Sessenta e seis por cento deles foram realizados nos postos do circuito Dodô enquanto 31% ocorreram no Campo Grande.
Bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir