16 de fevereiro de 2016

ASSEDIO MORAL OU TERRORISMO PSICOLÓGICO?



É vergonhosamente lamentável quem em pleno seculo 21 anida existam pessoas que se sujeitem a tais praticas, mas, o fato é que estamos recebendo denuncias de que em alguns locais estão pedindo nome e matricula dos agentes que estão se recusando a trabalhar em parceria com um militar, como forma de intimidar, em outros locais estão querendo obrigar os agentes a fazer documento por escrito dizendo o porquê estão se recusando. Pois bem, tanto um como outro, caso esteja de fato acontecendo trata se de pratica de terrorismo psicológico, assedio moral, ou os dois, todavia, de forma alguma vamos permitir que a herança maligna volte a reinar em nosso meio. Do mesmo jeito que não tem nada escrito dizendo que somos obrigados a trabalhar com militares, também não somos obrigado a colocar por escrito nossa recusa, portanto, quem estiver praticando tais atos constrangedores e intimidatórios poderá responder criminalmente. Caso você sofra qualquer tipo de intimidação denuncie a sua Associação ou a seu sindicato que iremos entre outras providencias levar ao conhecimento do MPF e a Delegacia do Trabalho. Não assinem documento algum nesse sentido e DENUNCIEM.

VEJA O QUE É TERRORISMO PSICOLÓGICO:
Terrorismo é o uso de violência, física ou psicológica
de modo a incutir medo, terror, e assim obter efeitos psicológicos que ultrapassem largamente o círculo das vítimas.

QUEM GOSTA DE PRATICAR ESSE ATO ABOMINÁVEL:
. É utilizado por uma grande gama de instituições como forma de alcançar seus objetivos, como organizações políticas ou políticos inescrupulosos que se aproveitam de um falso “poder” para usar as pessoas que lhes são “submissas” por um emprego por ele “arrumado, arranjado”, e, com isso, fica usando de artifícios ameaçadores para confundir o pensamento da vítima.

A Violência Psicológica no Trabalho ou Assédio Moral tem sido bastante comentada na sociedade, recentemente. Longe de ser um modismo, é, acima de tudo, uma perversidade direcionada contra um indivíduo praticada por um  ofensor (assediador) ou grupo de pessoas (mobizantes) com o escopo de destrui-lo psicologicamente até que o assediado (ofendido) perca sua total identidade como pessoa e se transforme num “mulambo humano”.

Chamado, também, de Terrorismo Psicológico, o Assédio Moral no Trabalho é definido como “qualquer conduta abusiva (gesto, palavra, comportamento, atitude…) que atente, por sua repetição ou sistematização, contra a dignidade ou integridade psíquica ou física de uma pessoa, ameaçando seu emprego ou degradando o clima de trabalho”.[1]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir