3 de novembro de 2015

Falta de votos, birra de govenistas e insistência de Brito barram ITIV na CMS


por Alexandre Galvão
Falta de votos, birra de governistas e insistência de Brito barram ITIV na CMS
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Sobrestando a pauta da Câmara Municipal de Salvador (CMS) há 15 dias, a votação do Imposto de Transmissão Inter Vivos (ITIV) está emperrada por diversos fatores. O primeiro é a falta de votos na bancada do governo para aprovar a matéria – que precisa de quórum qualificado, ou seja, 29 “améns”. Vereadores da bancada ouvidos pelo Bahia Notícias apontam que a liderança do grupo tem receio de perder a votação, pois precisa de, pelo menos, um voto dos vereadores independentes - José Trindade, do PSL e Edvaldo Brito, PTB. Trindade é tido como “indecifrável” pelos vereadores e, nas palavras de um governista, tentar prever seu voto é impossível. Já Edvaldo pede que uma emenda sua seja acatada – sugestão refutada, por hora, pelo Palácio Thomé de Souza. Além destes imbróglios, o governo viu com cautela as atitudes de Leandro Guerrilha (PSL) e Euvaldo Jorge (PP), na última semana. Quando a orientação da bancada era derrubar a sessão, os dois permaneceram no plenário e deram palco para a oposição, que batia com toda força na administração do prefeito ACM Neto (DEM). Ainda na avaliação dos governistas, restam duas opções: ceder aos pedidos de Edvaldo ou empurrar, por mais um tempo, a votação.
Bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir