9 de março de 2016

OMS afirma que transmissão sexual do vírus da Zika é mais comum do que se pensava


OMS afirma que transmissão sexual do vírus da Zika é mais comum do que se pensava
Foto: Divulgação/OMS
A diretora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Dr. Margaret Chan, afirmou nesta terça-feira (8) que, tendo como base relatórios de vários países, a transmissão sexual do vírus Zika é mais comum do que se pensava. De acordo com a agência de notícias norte-americana Associated Press, Bruce Aylward, chefe do comitê de emergência sobre o vírus da zika da OMS, disse que os casos de transmissão sexual registrados até agora aconteceram de homens para mulheres. Os Estados Unidos estão investigando mais de doze possíveis casos de Zika em pessoas que possam ter sido infectados através de relações sexuais. Depois de uma reunião de seu comitê de emergência na terça, a entidade ligada a Organização das Nações Unidas (ONU) também divulgou uma nova lista de recomendações de prevenção, controle e pesquisa sobre o vírus. Segundo o documento, mulheres grávidas devem ser aconselhadas a não viajar a áreas com surtos de Zika. O comitê recomentou ainda que mulheres grávidas cujos parceiros sexuais tenham viajado a áreas com transmissão local de Zika devem usar preservativo ou evitar relações sexuais durante a gravidez.
Bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir