6 de setembro de 2016

Bahiafarma é primeira na rede pública a desenvolver teste rápido para chikungunya

Bahiafarma é primeira na rede pública a desenvolver teste rápido para chikungunya
Foto: Divulgação / Bahiafarma
A Bahiafarma, laboratório público da Bahia, alcançou o registro de um teste sorológico rápico para detecção de chikungunya na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta segunda-feira (5). Com o registro, o laboratório ficará apto para produzir e distribuir o dispositivo no Brasil. O teste rápido, que permite o diagnóstico da doença em 20 minutos, é o primeiro do gênero a ser feito por um laboratório oficial no Brasil e inexiste no Sistema Único de Saúde (SUS). O teste é realizado com sangue, soro ou plasma do paciente e detecta a doença a partir dos primeiros dias de infecção, através da presença de anticorpos M (IgM) no organismo. O resultado sai em 20 minutos, com 95% de precisão, sendo uma opção mais rápida aos testes disponíveis que têm o prazo de semanas para confirmação de casos suspeitos. De acordo com a instituição, o novo teste rápido custa de cinco a sete vezes menos que os vendidos por clínicas particulares. “Temos capacidade de produzir o suficiente para abastecer toda a demanda do SUS pelo dispositivo”, afirma o diretor-presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias. É o segundo teste rápido desenvolvido pelo laboratório e registrado pela Anvisa; o primeiro identifica infecções por Zika. O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, afirmou que o registro fortalece a consolidação da Bahiafarma no Complexo Industrial da Saúde. "A Bahiafarma é uma empresa estratégica no processo de atração e fixação de laboratórios e indústrias farmacêuticas a fim de criar um polo farmoquímico na Bahia nos próximos anos e, nesse sentido, uma das tarefas é estruturar criar uma unidade comercial com atuação agressiva e implantar uma gestão de produção eficiente de modo a sermos competitivos no mercado nacional”, afirma.
 
Bahianotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir