16 de abril de 2014

Guardas municipais resolvem paralisar atividades em solidariedade aos PMs baianos

Foto: Jeremias SilvaDepois da decisão tomada pelos policiais militares baianos em deflagrar greve por tempo indeterminado, guardas municipais de Salvador resolveram paralisar suas atividades em solidariedade aos grevistas. A informação consta em um perfil de rede social do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps). A entidade representa a categoria.
Segundo nota publicada na fan page do sindicato, os servidores do órgão ofertam solidariedade aos militares, pois entendem “a necessidade de valorização das profissões que fazem parte do sistema público de segurança”.
Segundo o coordenador geral do Sindseps, Bruno Carianha, a insatisfação com a forma com que os trabalhadores e trabalhadoras da Guarda Municipal tem sido tratados causam mal estar na categoria. O posicionamento do sindicato é zelar pelo bom funcionamento da instituição para a sociedade soteropolitana. “Não serviremos ao propósito da gestão municipal de colocar homens e mulheres nas ruas, na sórdida tentativa de capitalizar politicamente, uma situação de tensão para a população. Nosso entendimento é que a tropa fique recolhida na sede do órgão”, disse Bruno que também é guarda municipal.
A assessoria do órgão não atendeu as ligações feitas para confirmar se existe a paralisação ou a possível utilização da tropa municipal na segurança das ruas da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir