7 de fevereiro de 2015

ACEs de Valéria temem a violência no campo de trabalho



Em reunião na quinta-feira, dia 5, com o presidente da Associação dos Agentes Comunitários e de Endemias de Salvador (Aaces), Enádio, os agentes de combate às endemias (ACEs) do Distrito Sanitário de Valéria expuseram as dificuldades que enfrentam para exercer com segurança as suas atividades. Isso porque a violência é uma ameça constante à integridade física desses servidores da prefeitura de Salvador. " Foi por causa disso que convocamos a presença da Aaces para nos ajudar", desabafou uma agente.



De fato, essa problemática vem atrapalhando, e muito, o trabalho dos agentes de saúde da  capital soteropolitana. Já são incontáveis os assaltos, as agressões físicas, as tentativas de estupro  e as ameças sofridas por esses trabalhadores. Precisamos de condições que pelo menos garanta o trabalho preventivo de combate à dengue e aos outros vetores.




Enquanto isso não ocorre, a Direção da Aaces orienta aos agentes que preservem o bem mais precioso, que é a própria vida. Sendo assim, se a localidade oferecer perigo, as atividades devem ser suspensas imediatamente. Nesse caso, podem contar com o apoio da entidade, ligando para a sede da Associação: (71) 3321-6321.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir