20 de maio de 2017

Vaza áudio de vereadora convocando povo pra protesto



O SUBURBIO NEWS CLASSIFICA A ATITUDE COMO: "PIROTECNICA E MIDIÁTICA"

By Redação  - 19/05/2017  - In Política

http://suburbionews.com.br/wp-content/uploads/2017/05/20170519_134832-e1495217453138.png
“Vereadora Ana Rita é tem áudios vazados planejando protesto”
Segundo informações áudios vazados de uma rede social mostram que, supostamente, a intenção da vereadora Ana Rita Tavares (PMB) é fazer de resgate de animais e protestos contra maus-tratos, uma ação midiática. Desta vez, a “pirotecnia” refere-se a um fato ocorrido na última quarta-feira (17), no Colégio Duque de Caxias, na Liberdade, onde um professor agrediu um cão por ter entrado na instituição para fugir da chuva.
Nas gravações desta sexta-feira, Ana Rita planeja a ida ao colégio para protestar contra o fato. Até aí uma atitude normal partindo de defensores de animais diante do crime de maus-tratos. Mas, o que chama atenção é o fato dela ter esperado 48 horas para tomar uma atitude e querer a presença da imprensa para registrar a ação “bem intencionada”.
“Vejam só! O professor a essa altura está sendo blindado, mas o que é que eu gostaria de fazer com vocês? Irmos lá a tarde, na escola, e que esse áudio não vaze minha gente, não vaze, porque se não eles iriam se prevenir”, disse a edil em uma das gravações. “Vamos lá de tarde, às 16h e eu vou chamar a imprensa para ir. Vou levar as faixas que eu tenho e a gente faz um super movimento na porta e, paralelamente a isso, eu já vou processando ele (professor). Notifico no Ministério Público, Juizado Especial Criminal, pedir ao estado da Bahia, a Secretaria de Educação que abra um processo disciplinar administrativo contra ele (professor), ajuizar uma ação contra o estado da Bahia para reparação de danos. Entendeu? É isso que eu vou fazer!”, completou.
Muitos protetores questionam o comportamento adotado pela vereadora, uma vez que resgatar um animal abandonado ou que sofre maus-tratos é um ato solidário e que deve ser feito de forma imediata para amenizar o sofrimento do bicho.

Recentemente, Ana Rita foi acusada de invadir a casa do agente de endemias Josué Ferreira e levar o cachorro da família, alegando que o animal sofria maus-tratos e de estar respaldada por uma liminar da justiça. O servidor criticou a parlamentar e afirmou que as ações dela são meramente políticas. “Ela está se aproveitando do caso para se promover e manchando a nossa imagem. Usa condutas inapropriadas para invadir a casa das pessoas e levar seus bichos de estimação, tudo para ganhar visibilidade e votos. Ela não pode fazer isso. Meu filho está traumatizado com a forma como entraram na minha casa e levaram o cachorro”, desabafou. Ainda segundo Josué, uma vizinha que trabalha em uma ONG de proteção animal fundada por Ana Rita, provocou a situação. “Ela tinha inveja do meu cachorro. Pediu várias vezes o meu cachorro à minha esposa e ela não deu”, contou.

Acesse o link e ouçam os audios


Fonte: Suburbio News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir