9 de junho de 2015

Servidores municipais da saúde paralisam atividades por 48h


Os servidores municipais da saúde realizaram uma assembleia na manhã desta terça-feira em frente à Secretaria Municipal de Gestão (Semge) e decidiram paralisar as atividades por 48h. Os trabalhadores alegam que entregaram a pauta de reivindicação em 30 de março, mas, até o momento, a prefeitura não apresentou uma contraproposta. "Daí, a paralisação para pressionar a gestão a dar uma resposta às reivindicações dos servidores", afirmou uma agente comunitária de saúde.

Apesar do secretário afirmar que não vê motivo para paralisações, isso só pode ser entendido como deboche, haja vista vista que nas mesas de negociação ocorridas nada de concreto foi colocado para os servidores.

Logo após a assembleia, saíram em passeata pelos Barris, chamando atenção de quem passava pelo local, e recebendo  apoio da população.

Dentre as categorias paralisadas estão os agentes de saúde, que reivindicam por melhores condições de trabalho e pela implantação do piso nacional.

Os representantes dos agentes se reúnem ainda hoje com o secretário de Gestão, Alexandre Pauperio, e na quinta-feira fazem uma nova assembleia na Semge, às 8h, na qual submeterá  a contraproposta da prefeitura à aprovação ou não dos servidores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir