5 de agosto de 2017

Agentes de saúde de campo grande Mato Grosso do Sul tem 6 meses de salarios atrasados



Diante da presença de agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias e agentes de saúde públicas, na sessão da Assembleia Legislativa de quinta-feira (3), o vice-líder do governo na Casa, deputado Beto Pereira (PSDB), reconheceu a dívida com a categoria e revelou pagamento para esta semana.
Segundo Beto, o governo reconhece seis meses de atraso, que deveriam começar a ser pagos até 31 de julho, mas devem ser repassados à conta da Prefeitura de Campo Grande, responsável pelo pagamento aos servidores, entre os dias 03 e  (4/08).

A deputada Mara Caseiro (PSDB) disse na sessão que recebeu do governo a confirmação de que dois depósitos de pouco mais de R$ 159 mil seriam feitos pelo Estado à Prefeitura da Capital.
Apesar da promessa de pagamento, deputados da oposição e independentes, como Paulo Siufi (PMDB) e Grazielle Machado (PR), criticaram o governo, que atrasou o repasse aos servidores.
“Eu lá (no governo) não voltou mais, ele (secretário Marcio Monteiro) mentiu, disse que pagaria duas parcelas, mês a mês, e hoje não é julho”, disparou Siufi.
Os petistas João Grandão e Cabo Almi também cobraram do governo redução de gastos para arcar com as obrigações trabalhistas.
“Sou contra posição de falar uma coisa e fazer outra. Não vou mais me envolver, porque também não gosto de mentira”, finalizou Grazielle Machado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir