19 de fevereiro de 2018

AACES: O QUE É UM PLANO DE CARGOS ?

Estamos cobrando diariamente o esqueleto do nosso PLANO DE CARGOS, a gestão fica empurrando, a SEMGE joga para a SMS e vice e versa, mas não vamos desistir, a categoria tem o direito de saber como será o PCV dos agentes de saúde, por isso estamos buscando o conteúdo e cobrando a primeira reunião da comissão e passar para os trabalhadores avaliarem, afinal para saber se vai ser bom ou ruim, temos que conhece-lo, esqueleto do PCV já!

Na oportunidade vamos mostrar um pouco do conceito de um PCV abaixo:


É um conjunto de regras e normas, que estabelece os mecanismos de gestão de pessoal das empresas e no serviço público. 

PARA QUE SERVE O Plano de Cargos? 

São importantes instrumentos gerenciais para as questões relacionadas à remuneração e carreira profissional dentro de uma organização. Permite ao trabalhador enxergar a trajetória que tem pela frente, em termos de evolução salarial e sua perspectiva de carreira.  A carreira do trabalhador deve começar no processo de ingresso no exercício do cargo e prosseguir através do desenvolvimento profissional e de sua atuação dentro da empresa, seguindo até sua aposentadoria. 

 É O QUE O PLANO DE CARGOS  DETERMINA?

Composição de cargos e funções  Jornadas de trabalho Mecanismos de evolução funcional, Avaliação de desempenho,  Verificar estruturas salariais de outras organizações e realizar uma pesquisa de mercado, Analisar a composição da remuneração (salário básico, gratificações, benefícios)  Estrutura da Carreira  Transição Entre Um Plano E Outro  Composição de cargos e funções  Os cargos e as funções que compõe a carreira no serviço público; O perfil dos cargos analisados (de profissões específicas / multidisciplinares ou de atribuição específica/atribuição genérica ou multifuncional);  Descrever as atribuições de cada cargo e função;  Montar as tabelas de lotação, ou seja, o nº de cargos disponíveis para cada carreira;  Desenvolver os mecanismos de transição de uma atribuição para outra, dentro do mesmo cargo;  Mecanismos de evolução funcional  Montar um sistema regulamentado de evolução funcional que valorize:  Tempo de serviço;  Tempo no cargo;  Títulos e cursos;  Avaliação de desempenho  Definir os pesos para cada item. Avaliação de desempenho  Construir um modelo eficiente de avaliação de desempenho, definindo:  Quem avalia quem?   Estrutura da Carreira  Tamanho da carreira – quantos estepes;  Possibilidades de evolução funcional;  Tempo mínimo para evoluir entre os estepes;  Tempo médio para se atingir o final da carreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir