1 de fevereiro de 2017

2016 o ano não foi muito bom para os servidores de Salvador, principalmente nós ACS e ACE


Com 0% de reajuste no ano de 2016 os agentes de saúde amargaram também a não progressão de 5.5% da lei 7.867 do plano de cargos da saúde, houve muita luta, mas a gestão foi irredutível, usando todas as maneiras possíveis de não reajustar nossos salários, hoje com o minimo de R$ 937.00, estamos recebendo R$ 149.00 menos que o minimo atual.




E para piorar a nossa situação a dona Hap Vida aplicou um reajuste de 12.85%, e ainda alega que foi o menor  que o Índice de Preço do Consumidor  Amplo que foi de 21.33%, ou seja para reajustar o lucro deles eles usam os índices oficiais, e para nós usam a crise no país.

Tivemos uma reunião com o secretário de saúde, o mesmo alegou que o reajuste de 5.5% está congelado, e que vai se reunir com a Semge para ver a possibilidade do descongelamento.

Não podemos aceitar tudo isso e ficar calados e parados, sobre os 5.5% as medidas legais já foram tomadas, mas temos que pressionar contra esse reajuste da Hap Vida e pelo retroativo de 2016.

Somos uma categoria de quase 4 mil agentes de saúde, a gestão não tem medo dos dirigentes sindicais, e sim da força da categoria, portanto vamos chamar uma assembleia e se mobilizar para lutar, a nossa data base é Maio, temos que resolver as pendencias de 2016 antes disso, agentes de saúde unidos, jamais serão vencidos.

LEI Nº 7867/2010.

 Art. 2º Esta Lei abrange os servidores públicos municipais ocupantes de cargo de provimento efetivo, integrantes do Grupo Ocupacional dos Profissionais de Saúde, do Grupo de Agentes de Saúde, dos servidores ocupantes de cargo em comissão e função de confiança. (Redação dada pela Lei nº 7955/2011)





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca diga para os outros, aquilo que não gostaria de ouvir